40×35

13/setembro/07

THE WINNER IS…… RENAN CALHEIROS!pizza.jpg

E toda a corja de corruptos que escolhemos e que novamente comeram uma grande e deliciosa pizza! Pelo menos dessa vez não teve a humilhante dancinha!

O que sinto?

VERGONHA! (Antes quero deixar claro que não sinto vergonha do Brasil e nem de ser brasileiro).

Sinto vergonha do povo brasileiro que (assim como eu) cruzaram os braços novamente diante de toda a robalheira!

Sinto vergonha de encostar do lado de uma pessoa e essa perguntar o que achei do jogo da seleção, o que achei do caso de espionagem na F1, quem matou Tais?

Sinto NOJO! De ver que o Renan armou e levou muito dinheiro, levou provas FALSAS e saiu ILESO!

Sinto RAIVA em saber que isso já aconteceu antes, está acontecendo e acontecerá amanhã novamente!

Sinto raiva ao saber que amanhã a noticia principal dos jornais será uma coisa tão banal!

Sinto REVOLTA por não ter feito nada enquanto pude!

Será que não temos mais volta?

Bom, o Renan ainda será julgado por mais 2 processos. Acredito que ainda podemos agir! Ainda podemos fazer alguma coisa.

O voto foi secreto (UM ABSURDO SEM TAMANHO), o Terra entrevistou os senadores para saber qual foi seu voto, a lista segue abaixo:

Continue lendo »


Essa tal privacidade

23/maio/07

addressbook.pngJá divulguei a um tempo atrás aqui que o Senado iria votar um projeto de lei que exigiria a identificação do usuário para acessar a internet. Pois bem, na época o projeto foi arquivo, mas reviveram ele com poucas revisões e estão querendo votar novamente esse projeto.

Acho que não entenderam ainda que a privacidade é um direito, é lei e deve ser respeitada acima de tudo!

Li hoje no Estadão que o projeto de lei está de novo na pauta de votações do Senado:

“Depois de causar grande polêmica no final do ano passado, o projeto de lei substitutivo do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) sobre o controle da internet será colocado novamente em votação, hoje, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, ainda com polêmicas, ao obrigar provedores a informar eventuais crimes e a criar o conceito de defesa digital, que permitirá o ataque a eventuais hackers (invasores de sites).”

Mais além: “O projeto permite que técnicos e profissionais de informática invadam comunicações de terceiros, em caso de suspeita de ataques de hackers, para prevenir ou barrar ataques a seus sistemas, ao criar o conceito de “defesa digital”.

“A legislação prevê o grampo telefônico, para investigação de crimes, mas desde que autorizado previamente pela Justiça e se não houver outro meio de obtenção da prova e que tenha sido requisitado pela polícia ou pelo Ministério Público”, diz.

Segundo ele, o projeto do senador prevê o grampo digital sem ordem judicial, por um técnico de informática, “o que cria uma insegurança muito grande para o usuário da internet e até empresas, que podem vir a ter suas redes invadidas por espiões, agindo na suposta legítima defesa digital.”
Outro ponto polêmico do projeto é o que obriga os provedores de acesso à internet a informarem de forma sigilosa à autoridade policial denúncias de que tenham tomado conhecimento e que contenham indícios de conduta delituosa na rede de computadores sob sua responsabilidade.”

Felizmente minutos antes de escrever esse post, acessei meu Bloglines e vi que a votação foi adiada.

“A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado adiou para a próxima semana a votação do projeto de lei substitutivo do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) sobre o controle da internet.

A sessão desta quarta-feira foi interrompida por volta das 12h40 pelo presidente da CCJ, o senador Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA), quando era discutido o quarto item da pauta. –o projeto sobre internet era o sexto item.”

Com certeza, será votado em breve. Devemos fazer uma mobilização para que o projeto de lei seja revisto. Ele é importante, mas tem muitas falhas e fere muito a privacidade.

“O presidente da Abranet (Associação Brasileira dos Provedores de Internet), Eduardo Parajo, defende que o projeto seja discutido em audiência pública, antes de ser votado pelo Senado.“É um assunto que diz respeito a milhões de pessoas e que trará desdobramentos futuros”, afirmou. De acordo com Parajo, a Abranet não teve acesso à versão final do projeto que será votado pela CCJ.A Abranet defende a auto-regulação e afirma que enviará proposta nesse sentido ao Comitê Gestor da Internet.”

Peço ajuda a todos que divulguem isso e façamos novamente um movimento para impedir a votação sem a devida revisão no projeto de lei.

Fontes:

1 – Senado retoma projeto de controle da web

2 – Senado adia votação de projeto de lei sobre controle da internet

Obs: Existe no topo dessa página um link para enviar e-mail a todos os deputados e senadores. Cabe um movimento para impedir a aprovação desse lei. Então enviem o máximo de e-mail que puderem e divulguem esse link.


Frente discute medidas para baratear tarifas públicas

6/março/07

topsecret.JPGA Frente Parlamentar de Transporte Público realizou hoje de manhã uma reunião com cerca de 40 secretários municipais de Transporte – incluídos os das 27 capitais – no auditório Freitas Nobre. De acordo com o coordenador da frente, deputado Jackson Barreto (PTB-SE), os parlamentares debateram propostas para o barateamento das tarifas públicas, como a redução da carga tributária. As propostas da reunião serão consolidadas em documento que será encaminhado ao governo.

A redução nas tarifas, de acordo com levantamentos da frente, poderá beneficiar cerca de 37 milhões de brasileiros excluídos do transporte público. A frente também discutiu as propostas sugeridas durante o Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes de Transporte Urbano e Trânsito.

Fonte: Portal da Câmara dos Deputados 


FGV sugere que Câmara corte 28% das verbas parlamentares.

28/fevereiro/07

spy.JPG

“Relatório da Fundação Getúlio Vargas (FGV) recomenda que a Câmara promova a unificação e o corte de 28,35% das verbas pagas aos deputados para o desempenho da atividade parlamentar – cota postal-telefônica, cota de transporte aéreo e verba indenizatória – que representam R$ 192 milhões por ano ou R$ 30,4 mil mensais, em média, por parlamentar. De acordo com cálculos da FGV, a economia com as medidas seria de R$ 57,8 milhões. O valor médio mensal a ser despendido por parlamentar com a cota única, denominada Cota de Despesa Parlamentar (CDP), cairia para R$ 21.780,31.

O documento, de 47 páginas, datado de 27 de dezembro do ano passado, foi encomendado pela própria Câmara em outubro de 2006 e avaliza as principais propostas de um grupo de trabalho formado por servidores do órgão em dezembro de 2005 para estudar maneiras de racionalizar despesas relativas ao exercício parlamentar. “

“Regras atuais
Atualmente, cada deputado tem direito a uma verba indenizatória de R$ 15 mil para ser utilizada com despesas no exercício do mandato, como gastos com gasolina, aluguel de imóvel para escritório nos estados e refeições. Até esse montante, os desembolsos realizados pelo parlamentar lhe são ressarcidos pela Câmara, mediante crédito em dinheiro em conta aberta especialmente para esse fim. Além disso, os deputados podem gastar com passagens aéreas de R$ 4.147,10, no caso dos eleitos pelo Distrito Federal, até R$ 16.513,15, no caso dos representantes de Roraima. Os integrantes da Mesa Diretora, além das cotas normais a que têm direito, recebem mais 70% do valor pago aos deputados de Roraima. Suplentes da Mesa, líderes e vice-líderes de partidos ou do governo recebem adicional de 25%.

Os deputados também podem despender, mensalmente, R$ 4.268,55 com serviços de correios e ligações telefônicas. Se for líder ou vice-líder de partido, de bloco parlamentar, da Minoria ou do governo na Câmara e no Congresso, presidente ou vice-presidente de comissão, o valor é aumentado em R$ 1.244,54.

A FGV calculou que, se esses benefícios tivessem acompanhado a variação da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o valor médio estaria em R$ 21.779,29. Como subiram além da inflação, acabaram atingindo a cifra de R$ 30.398,20. Se for aprovada a proposta de adequar o valor dos ressarcimentos à inflação, o corte será de 28,35%, conforme foi sugerido pela fundação. “

Vamos esperar para saber se esse relatório será analisado e se tomaram as devidas providencias.

Fone: Portal da Câmara dos Deputados


Novos Deputados

16/fevereiro/07

Consegui recentemente a atualização dos dados dos Deputados que estarão no comando até 2008. Disponibilizei o arquivotextedit.png aqui, se se quiser pode baixar diretamente no site da Camara dos Deputados, mas o conteúdo é o mesmo!

A campanha contra o aumento de salário deu bons frutos. Conseguimos nosso objetivo e mostramos que um movimento passivo e não presencial consegue vencer (ao contrário do que muita gente falava). Tivemos 6080 e-mails enviados (até 15/02/2007). Estou atualizando o sistema de envio de e-mail com os e-mails dos novos deputados! Podem continuar a enviar e-mail quando e quantas vezes quiser.

O link ficará no topo do blog!

Chega de conformismo! Faça alguma coisa!

“E a vida já não é mais vida
no caos ninguém é cidadão
as promessas foram esquecidas
Não há estado, não há mais nação
perdido em números de guerra
rezando por dias de paz
não ve que a sua vida aqui se encerra
com uma nota curta nos jornais

Eu vivo sem saber até quando ainda estou vivo
Sem saber o calibre do perigo
Eu não sei, daonde vem o tiro (2x)”

Paralamas do Sucesso – O Calibre


Discussão sobre reajuste dos parlamentares fica para 2007

21/dezembro/06

“Após diversas manifestações públicas, a decisão sobre o reajuste salarial dos parlamentares ficou para 2007.”

“O adiamento pode ser considerado como uma vitória da sociedade, já que até pelo menos fevereiro de 2007, os parlamentares continuam ganhando R$ 12,8 mil.”

Fonte: Terra

Isso não quer dizer que ganhamos e nem que devemos dar um tempo com o movimento. Vamos continuar até que o aumento não seja concedido!

Preencha o formulário e envie e-mail para os deputados


Vamos protestar!

20/dezembro/06

Devido aos atuais acontecimentos resolvemos alterar o foco do nosso movimento.

Será votado hoje (20/12) uma proposta para o reajuste do salário dos Deputados. Serão duas propostas! Uma para reajustar 28,01% (elevando o salário para R$ 16.450,97) e outra para reajustar 90,7%.

Levando em conta que os deputados não tem salário reajustado desde 2002, a proposta de reajuste de 28,01% é aceitavél, mas não é ético! Os 28,01% representa fielmente a inflação nos últimos 4 anos.

Agora o reajuste de 90,7% é um absurdo!

A campanha ganha um novo foco, ao inves de exigir a anulação do reajuste de 90,7% (conseguimos vencer), vamos  exigir que esse reajuste não seja aprovado em votação na camara. Dessa forma o texto anterior “Como brasileiro peço a anulação IMEDIATA do reajuste de salário de 90,7% concedido aos deputados.” será mudado para “Como cidadão brasileiro, eleitor e contribuinte exijo: 1- Que NÃO seja concedido o aumento de 90,7% para os deputados”.

Acrescentaremos ainda uma exigencia para que os cortes que o Deputado Aldo Rebelo disse possivel sejam realmente feitos: “2- Que os cortes nas despesas sejam feitos imediatamente, por vez que isso é possível.”

Já vencemos essa batalha uma vez! Vamos vence-la novamente! Divulguem e mandem muitos e-mails para os Deputados!

Preencha o formulário e envie e-mail para os deputados

PS: estamos procurando de lideres regionais para o movimento, quem se interessar envie um e-mail para voureclamar@gmail.com. Espero receber muitos e-mails!